A gaveta da bolsa

Não tem coisa mais irritante do que trocar de bolsa e perceber tarde demais que esqueceu alguma coisa na bolsa que ficou em casa. Para evitar esse problema, muita gente opta por não trocar de bolsa nunca, e de preferência nunca tirar nada de lá... vai que precisa? Por outro lado, com essa mania de nunca tirar nada da bolsa, às vezes ela fica tão cheia que não dá pra encontrar nada ali. De que adianta, então, ter de tudo?

Depois de uma lesão no ombro causada por essa mania besta de levar o mundo inteiro na bolsa, aprendi a usar a gaveta da bolsa. É um hábito que exige um pouco de planejamento e organização no início, mas que pode, literalmente, tirar um peso dos seus ombros e manter a sua bolsa sempre organizada e livre de coisas inúteis.

A ideia é que a bolsa seja guardada sempre vazia. Assim, você pode ter mais de uma bolsa e escolher qualquer uma delas antes de sair. Isso também faz com que as bolsas durem mais. Se você comprava uma bolsa por ano, porque usa sempre a mesma e depois de um ano a bichinha tá toda arrebentada, agora você pode continuar comprando uma por ano mas manter a mesma bolsa por três, quatro, cinco anos... É como sapato - se você usa sempre o mesmo, ele estraga mais rápido.

Como a bolsa vai ficar vazia, todas aquelas coisas que antes moravam ali (carteira, band-aid, creme de mão, canetas...) vão encontrar casa nova na gaveta da bolsa. No final do dia, ao chegar em casa, eu retiro as coisas da bolsa e guardo na gaveta. Sobram as coisas que não são da bolsa, mas têm lugar certo (contas pagas, batom, celular...) e o lixo (papel de bala, comprovante de pagamento, folder...) que vai direto pra lixeira.
Óculos escuros, duas carteiras, chave, álcool em gel, desodorante, canetas, band-aid, protetor labial, fones de ouvido, amêndoas, canetas, marca-páginas, celular e leitor de cartão
No dia seguinte, tendo em mente a minha agenda e o que vou precisar, escolho uma bolsa e retiro da gaveta aquilo que pode me ser útil hoje. No início esse momento era mais complicado, mas hoje em dia eu já faço esse processo sem pensar, não é mais algo que toma mais tempo do que calçar os sapatos, por exemplo.

De vez em quando - aqui a cada seis meses, mas pode ser que você tenha mais ou menos necessidade - acontece uma organização na gaveta. Verifico se aquilo que está na gaveta ainda é útil, se tem alguma coisa vencida, se tem algo que agora eu só uso em casa. As coisas úteis permanecem na gaveta. As coisas vencidas ou que não uso mais vão para a lixeira ou doação. Aquilo que nunca mais foi para a bolsa, mas que eu ainda uso, encontra novo lar em algum outro lugar da casa, que faça sentido para mim.

Lembre-se que organização tem tudo a ver com fazer sentido na sua vida. A gaveta da bolsa funciona para mim. Gostou da ideia? Como você se organiza com sua bolsa? Funciona para você ou está precisando mudar esse sistema?

0 comentários: