Recomendo #5

Mas que temporada incrível, minha genteeeeee! Tudo começou com um papo bacana sobre finanças para casais. Na seção de cultura, compartilhei quatro aplicativos bacanas para você estudar pelo celular. Na sexta-feira falamos sobre métodos de organização que podem te ajudar a resolver a vida. Depois, uma treta bem light refletindo sobre o grande exercício de meritocracia que são as Olimpíadas. Fechamos com chave de ouro com um texto bacana sobre autoestima, amor próprio, confiança e o seu, o meu, o nosso cabelo bagunçado.

  • A Thais Godinho, do Vida Organizada, conta como conseguiu mudar o seu comportamento consumista com cinco sacadas que a fizeram começar a economizar dinheiro.
  • Falando em finanças e aplicativos, eu estou usando agora o Mobills. Ainda não usei por um mês inteiro, mas já gostei do fato de que a família inteira pode usar a mesma conta, assim cada um anota suas receitas e despesas, sem precisar fazer a oração da vergonha "Amor, eu gastei..."
  • Semana passada eu li As Mulheres e o Dinheiro: mais do que um livro de finanças, um livro que vai lhe ensinar a ter um relacionamento saudável com o dinheiro.
  • O livro Vida Organizada traz exercícios muito legais para quem precisa descobrir ou redefinir seus objetivos, enfim, para desenhar a sua perspectiva de vida. Li durante as férias e voltei  com o foco renovado. Obrigada, Thais!
  • Já recomendamos no blog, e é claro que se você se interessou pelo GTD, vale a pena ler o livro A Arte de Fazer Acontecer e aprender com o autor do método como é que se faz.
  • O sistema FlyLady está todo no site oficial, para quem lê em inglês, com dicas diárias e semanais para organizar o seu cotidiano. Lembre-se: são passos de formiguinha (baby-steps).
  • Teve esse texto sobre como o esporte é politicamente incorreto e como adoramos isso, com bônus do mini-documentário Pátria sobre o jogo de vôlei feminino Brasil x Cuba nos Jogos de Atlanta. Se não quiserem ler o texto, assistam o vídeo.
  • Teve Rafaela Silva ganhando o ouro no judô pouco tempo depois que o texto do blog ficou pronto e teve gente usando a vitória dela para justificar todo tipo de crença, ideologia, posição política e filosofia de vida.
  • Uma marca de produtos para cabelo resolveu patentear os termos no poo e low poo, que são técnicas para cuidar do cabelo, e notificou um grupo no Facebook com mais de 200 mil pessoas a parar de usar esses nomes. Capricharam no marketing negativo, né, Deva? Agora quem quiser conhecer mais sobre as técnicas sem xampu e pouco xampu precisa entrar no grupo Rotina Saudável.
Quer ajudar a publicar mais textos bacanas? Comente, curta, compartilhe nas redes sociais, mostre para os seus amigos. Conta pra mim quais os assuntos que você quer ver por aqui. Saber que você está aí do outro lado dá uma motivação enorme pra continuar escrevendo ❤

0 comentários: