Doando Cabelos

Vocês já sabiam que eu estava há algum tempo querendo cortar o cabelo. Decidi fazer o corte para doação quando vi na página do salão onde iria cortar algumas publicações sobre este trabalho. Desde aquele dia, muita gente fez perguntas sobre o processo, e achei importante escrever sobe isso, mesmo porque as informações não são muito fáceis de encontrar.


O cabeleireiro que fez o meu corte já conhecia o procedimento, por isso não precisei explicar nada, apenas indicar a altura do corte. Ele separou o cabelo em mechas, amarrou com elástico de borracha (esses que prendem dinheiro) e cortou. 

Importante: tenha em mente, especialmente se seu cabelo é cacheado, que a altura que você indica para doação não é a altura do resultado final. O corte para doação retira o comprimento, depois você ainda perde alguns centímetros para acertar o penteado. Se não quiser cortar demais, peça uns três dedos abaixo do tamanho que você pretende obter. É importante saber para onde vai a sua doação, porque cada instituição tem regras diferentes sobre os padrões do cabelo a ser doado.

Já contei em outro post que fiz o corte em Curitiba, com intenção de levar para a ONG Atitude na Cabeça. O salão onde eu cortei não faz (ou pelo menos não fazia) a entrega das mechas, por isso eu fiquei com elas para levar pessoalmente à ONG. Por motivos que não são pertinentes, não consegui levar e acabei mandando pelo correio. Na ocasião, a atendente dos Correios me disse que eles não estão mais enviando cabelo humano, não deu detalhes, nem explicações, mas despachou a minha encomenda mesmo assim.

Em Foz do Iguaçu, o Banco de Perucas é administrado pelas senhoras rotarianas em parceria com o Hospital Ministro Costa Cavalcante. As mechas são recolhidas pelo hospital e pelo salão Mulinari Cabeleireiros. Eles mesmos enviam as mechas, mensalmente, para Maringá, onde são confeccionadas as perucas. Também é o Mulinari Cabeleireiros quem higieniza as perucas e faz os cortes e modificações que o paciente escolher.

Os cuidados com as perucas dos pacientes são trabalho voluntário dos profissionais de beleza. Para fazer a sua doação (entregar as mechas), você não paga nada; já o corte de cabelo é o ganha-pão do profissional, certo? O tamanho mínimo para doação é de dez centímetros.

A Atitude na Cabeça aceita mechas a partir de vinte centímetros de comprimento e solicita que elas sejam cortadas com o cabelo seco e limpo. Eles não fazem o corte, apenas recebem as mechas para então confeccionar e distribuir gratuitamente as perucas para pacientes de câncer. O endereço para envio pelos correios é: Rua Francisco Rocha, 1544 - Bigorrilho - Curitiba/PR.

Como eu tenho essa dinâmica de deixar crescer e cortar bem curto, devo repetir a experiência, provavelmente daqui uns três anos. A gente sabe como aquele dia do cabelo bonito faz a diferença na autoestima. Muito melhor é poder compartilhar esse prazer com quem já tem batalhas mais difíceis pra lutar.

0 comentários: