Você é linda, sim

Ultimamente tenho visto vários textos e publicações revoltados com os elogios. Parece que agora a gente tem que tomar cuidado com os elogios - linda entrou pra lista de palavras que o mundo politicamente correto não usa mais. Sim, a beleza foi problematizada. Alguns dias atrás vi um pequeno texto de um cara se desculpando por todas as vezes em que exaltou a beleza feminina, como se isso diminuísse a mulher de algum modo.

Algumas mulheres dizem que preferem ser fortes, inteligentes, independentes, mas ninguém disse que você precisava escolher. Tratamos a beleza como a superfície de uma pessoa vazia. Imagine só, uma pessoa inteligente pode ser corajosa, empática, feliz, sensível... mas uma pessoa linda não será nada mais do que isso. Pois é, aparentemente, a beleza, ao ser notada, exclui quaisquer outras características que uma mulher possui, é o que dizem os críticos.

Eu sinceramente não vejo porque ter que escolher, mesmo porque essa ideia de que mulheres lindas não podem ser cheias de conteúdo não passa de uma elaboração do mito da loira burra - preconceito disfarçado de problematização.



Vou chamar de linda, sim, sabendo que lindeza é algo que está nos olhos da gente. Cada um enxerga a beleza de um jeito diferente, e tudo bem com isso. O importante, mesmo, é enxergar a beleza que existe dentro da gente. E se não conseguir enxergar, de alguma forma tentar ser uma pessoa linda. A gente finge que é, até finalmente ser.

Como a música de Caetano e até o dicionário diz, gente linda não é apenas agradável à vista. Isso seria, no máximo, bonito. Para ser lindo, precisa ser admirável, marcante, digno de ser lembrado. Então, se você for realmente uma pessoa linda, eu não vou me desculpar em dizer. Vou continuar dizendo, como um dos melhores elogios que se pode fazer a alguém: você é linda, sim.

0 comentários: