Descanso sagrado

Existem dois tipos de pessoas: as que não veem a hora de parar de trabalhar e as que não conseguem perceber que já passou da hora. Mentira, existe um terceiro tipo. São as pessoas que se satisfazem com o seu trabalho, mas que também respeitam o seu descanso.



Descanso é tão sagrado que, na tradição cristã, a primeira pessoa que descansou foi o próprio Deus. Não apenas descansou, como recomendou fortemente que todos fizessem o mesmo e até instituiu leis determinando o descanso periódico.

Pelo menos trinta por cento de cada dia é dedicado ao descanso fisiológico, e não há orgulho nenhum em dizer que se consegue viver bem dormindo só cinco, quatro ou três horas por dia. Assim como não existe nenhuma vantagem em trabalhar sete dias por semana, ou em não tirar férias há seis anos. Azar o seu.

Muita gente ainda não entendeu que todo o tempo de descanso faz parte do tempo de trabalho - falando de trabalho em sentido amplo, isto é, qualquer atividade que se executa com consciência. Todas as horas de descanso contam para o restabelecimento do vigor. É muito mais eficaz - e inteligente - trabalhar seis horas com total capacidade, do que trabalhar doze com trinta por cento.

Algumas coisas só acontecem no deescansar. Dormir não é "perda de tempo". Na verdade, quem não dorme está perdendo o tempo em que deveria realizar processos mentais que ocorrem durante o sono. Quem não tira um dia da semana para fazer absolutamente nada está perdendo os insights que somente uma mente descansada consegue produzir. Quem nunca tira férias está perdendo a chance de fazer alguma coisa nova - talvez aquela coisa que sempre quis fazer - e viajar é só uma dessas coisas.

Não existe justificativa para sacrificar a sanidade mental em nome da ocupação constante. Isso não é produtividade, nem esperteza, não é nada de que se orgulhar. É falta de organização ou, na melhor das hipóteses, a incapacidade de saber a hora de parar.

É difícil descansar, mas é necessário. Não dá pra esperar não ter nada pra fazer. Esse dia nunca vai chegar, porque sempre existe alguma coisa que pode ser feita. A gente precisa mesmo colocar o descanso dentro do nosso planejamento. E parar de achar bonito esse negócio de trabalhar demais.

0 comentários: