O que significa ser tia

"Tia" é uma palavra de valor afetivo. Mais do que a irmã da sua mãe ou do seu pai, tia é uma pessoa de confiança da família. Não, não estou falando das tias que só aparecem no Natal para perguntar das namoradinhas. Estou falando daquela relação especial de uma pessoa que poderia ser uma completa estranha, mas que é como se fosse da família, porque está e sempre esteve presente de corpo e alma. Ser tia é estar presente.



Eu tenho um sobrinho "de verdade", filho da minha cunhada, e tento dar muito tempo de qualidade para ele quando estamos juntos, ser aquela tia que é mais do que um laço de família, mas um laço de coração. Mas eu tenho outros sobrinhos que eu também acompanho, perto ou longe, com o mesmo amor. É uma alegria assistir o desenvolvimento dessas vidas e, de alguma forma, poder contribuir com esse desabrochar. Ser tia é um privilégio.

É interessante como se desenvolve esse relacionamento, conquistando a confiança e a parceria das crianças e dos pais. Ser tia é sentar para brincar e fingir que é criança de novo porque a criança precisa disso.. e até a mãe agradece pelo tempo em que a criança fica ocupada. É dar os presentes mais legais, sem desagradar os pais. É ter responsabilidade e não fazer nada com a criança que os pais não permitiriam. Aliás, é ser o vigia dos pais quando eles não estão por perto. Ser tia é não deixar dar refrigerante pra criança.

Dizem que avó é mãe com açúcar, então tia deve ser mãe com adoçante. Porque as tias não fazem todas as vontades das crianças, só algumas... e se a mãe der permissão, a tia ajuda a repreender. É uma parceria mesmo, porque não existe jeito de cuidar de uma criança, ou duas, ou três quando se é um casal ou uma pessoa só. As tias são a vila que cuida da criança do jeito que os pais querem que ela seja cuidada. Ser tia é respeitar.

Não entendam errado: respeito não é inércia. Tias também dão conselhos e até palpites, apontam erros e chamam a atenção para questões importantes. As tias de coração sabem que não existe um jeito só de se criar uma criança, e que os pais têm todo o direito de escolher o jeito deles. Até mesmo as tias que não são mães têm algo a contribuir, porque o relacionamento delas com as crianças é diferente, e elas podem perceber primeiro algumas coisas, ou obter informações de diversas formas que vão sugerir às mães apenas por amor. O que seria das mães sem as tias que sabem fazer tudo isso com respeito e carinho? Ser tia também é instruir.

Toda criança tem sorte de ter muitas tias. 
Sorte da mãe também.
Tia é irmã do coração.

0 comentários: